Com vista panorâmica, espaço multicultural ExC terá conceito de greenwall e espaço otimizado para mudanças na estrutura

ExC

Quem passa pela rua Jardim Botânico, vai reparar que o bairro ganhou um dos maiores espaços multiculturais e inclusivos da cidade, dentro do Jockey Club Brasileiro. Batizado de ExC, o empreendimento, versátil e aconchegante, assinado pela Oficina Par de Tiago Freire e Marcelo Jardim, conta com quase 2.000m2, e tem como proposta revolucionar e oferecer aos cariocas diversos segmentos da cultura brasileira e internacional, dentro de um mesmo ambiente.

Projetos sociais, arte, moda, cinema, educação, esporte, música, beleza, tecnologia, entretenimento (shows e festas) e até casamentos e aniversários estão na lista de desejo dos sócios Guga Weigert e Rodrigo Lasmar, que planejam trazer para a cidade algo desta dimensão desde 2012.

“Queremos oferecer os conteúdos mais diversificados, desde um café da manhã para falar sobre educação com o Jorge Paulo Lehman a um show de uma banda californiana. A ideia é que as pessoas possam alugar o EXC para os seus eventos, mas quando o espaço estiver ocioso, ofereceremos conteúdos para a cidade’’, conta Rodrigo Lasmar.

O local está projetado para receber de 300 a 500 pessoas, mas com possibilidade de adaptação para 2.000. A parte interna do pavimento foi planejada e estudada por diversos especialistas para a otimização do espaço com uma estrutura para mudanças a gosto dos clientes.

O ExC conta com camarins, vestiários, salas de espera, além de banheiros, que terão música ambiente e ar condicionado, para ninguém sofrer com o calor. Com uma área preparada para os serviços de cozinha, foi planejado para melhor circulação duas portas – de entrada e saída – facilitando o andamento do serviço no dia de evento.

As tecnologias não ficam de fora. O sócio-proprietário Guga Weigert, explica que no início os clientes poderão conhecer o espaço através de visitas online com o recurso de realidade virtual. E, um pouco mais a frente, trabalharão com realidade aumentada (que permite a simulação da produção da festa e visualização através de um celular ou tablete), sistema de bar automatizado e impressão 3D – evitando problemas com filas e trocos. O local também tem capacidade para transmissão ao vivo de televisão.

”A ideia é que o cliente entre na casa e acesse o site/app para iniciar o consumo. A comanda é feita através desse portal e o cliente busca o que comprou nos locais indicados. A intenção é simplificar a operação e evitar filas. Para os operadores de bar, a grande vantagem é o maior controle sobre a venda”, conta Guga.

O ExC está preparado para receber eventos mais longos, que passem do horário convencional, já que tem uma estrutura de acústica capacitada para abafar o som, assinado por Lígia Niemeyer.

A dupla pensou com cuidado em todos os detalhes para a área externa, com 1.220m2, mantendo todas as árvores e ainda trazendo o conceito de plantação de um greenwall (jardim vertical), apelidado de quadrado verde, com sistema de irrigação próprio.

A estrutura do local também conta com piso drenante que não permite acúmulo de agua e em breve, o projeto visa reaproveitar a água armazenada para outras funções do local, evitando desperdício. Além disso, os sócios pretendem instalar teto 100% solar ou energia eólica, devido a boa corrente de vento no local. Mas, um dos grandes destaques, fica por conta da bela vista panorâmica para as pistas do Jockey Club e Cristo Redentor.

Guga e Rodrigo também pensaram em soluções para o trânsito do bairro e planejaram um método, onde os carros poderão entrar no estacionamento, deixar os passageiros e sair novamente, sem problematizar a Jardim Botânico.

“Acreditamos muito na revitalização desta área do Jockey. Nossos vizinhos são galerias de artes e restaurantes, e acredito que todos somos complementares. Os clientes saem ganhando com novas oportunidades e principalmente pela grande segurança que o Jockey transmite’’, afirma Guga Weigert.

Os sócios estimam receber no primeiro ano de vida do EXC 200 eventos. Antes da inauguração, a casa já 20 fechados para 2018. O contratante goza de uma flexibilidade maior para montagem e organização dos eventos.

A obra do ExC foi realizada com a construtora Perpetuum, de Jose Carlos Leal e Bruno Carone.

 

[Ver Projeto]

 

Contato:
Oficina P:ar / RJ
(21) 2239-5688
https://www.oficinapar.com.br